domingo, 28 de setembro de 2014

Veja, uma metralhadora de balas de prata

Por Fernando Castilho

Veja caluniando e difamando
Abria um texto em 7 de setembro, A bala de prata da Veja passou raspando? desta forma: 

''É sempre assim.

Em todas as retas finais de eleição, quando o PT está à frente, a mídia dá um jeito de colocar camisas do partido em sequestradores, como nas eleições de 1989, ou editar o vídeo de um debate entre Collor e Lula no mesmo ano, ou ainda, transformar uma bolinha de papel atirada em Serra num atentado, em 2010. 

Em 2013, desta vez, após as eleições de 2012, a capa da revista chamava Lula de bandido, colocando a Interpol em seu encalço. 
Agora não foi diferente. Sempre há um golpe preparado por ela, bandida e escroque por natureza. ''

Pois bem, Veja, o panfleto do PSDB, acaba de lançar mais uma bala de prata na sua edição de final de semana. 

Ao que tudo indica, passará raspando como a anterior. Não será desta vez.
A reportagem de capa desta semana anuncia o que seria "o núcleo atômico da delação".
De acordo com a chamada na capa, a campanha que elegeu Dilma Rousseff presidente em 2010 recorreu aos préstimos de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, para obter recursos de campanha.

Como escreveu Fernando Brito no Tijolaço, ''É simples: se a revista Veja quiser dizer que Alberto Yousseff me acusa de ter recebido um milhão de dólares para aprovar qualquer coisa enquanto estive no Governo, dirá e pronto, muito embora o amigo aqui não saiba o que é um milhão, o que dirá de dólares. 

E não pode sequer se defender porque é o “dizem que ele teria dito”…''

Muito embora o PT tenha conseguido que a revista publicasse na próxima edição uma página inteira de direito de resposta, não há mais tempo para contestações, outros direitos de resposta, etc..
Se Dilma vencer já no primeiro turno, ficará o dito pelo não dito, a revista terá esquecido tudo.

Se a eleição for para segundo turno, haverá desdobramentos, requentamentos e até outras balas, tudo para tentar impedir a vitória de Dilma.

Mas o que pensa o leitor?
Bem, para a maioria dos leitores do panfleto do PSDB, a revista tem que fazer é isso mesmo, lançar mão de toda a corrupção que possa cometer para tirar o PT do poder. Os fins justificam os meios.

Mas há uma parcela que pensa com seus próprios botões, que deve estar meio indignada com a bandidagem que a revista comete. Pode ser que essa indignação leve a um cancelamento da assinatura, assim o blogueiro espera.

A diretora-executiva do Ibope Inteligência, Márcia Cavallari lembrou que ''o eleitor costuma consolidar sua escolha na última semana antes do comparecimento às urnas.''
É disso que a esperteza e maucaratismo da revista se aproveita.

Esta pode ser a última bala de prata antes das eleições?
O blogueiro pensa que não.

Sobre denúncias de corrupção o leitor já está cheio, vejam que a denúncia dos nomes envolvidos na delação premiada de Paulo Roberto Costa não tiveram efeito quase nenhum no desempenho da presidenta.

É preciso algo mais forte.

Mas desta vez não bastará vestir camisetas do PT em sequestradores, como foi feito em 1989 

Não basta também relacionar Lula como participante do mensalão, como fizeram em 2010 e estão tentando fazer agora, dizendo que a Polícia Federal não consegue ouví-lo Lula há 7 meses.

Vai ter que ser algo mais criativo do que uma bolinha de papel.
Há uma semana para isso.
Alguém tem alguma sugestão do que será essa bala de prata?




Nenhum comentário:

Postar um comentário