quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

O dia em que o juiz Moro prestou depoimento a Zé Dirceu

Por Fernando Castilho



Muitos já escreveram sobre o depoimento de Dirceu a Moro. Vai aqui uma outra leitura que demonstra que os papeis parecem ter se invertido naquela ocasião.


Zé Dirceu deu um depoimento de mais de 2 horas ao juiz Moro.

Confesso que havia de minha parte uma grande expectativa, uma vez que estavam enfim frente a frente o inimigo público número um da Nação e o justiceiro eleito pela grande mídia e pela classe média brasileira.

Logo no começo foi possível ver um Dirceu magro, envelhecido e com certa aparência de cansaço. Seria logo engolido por Moro.

Mas para minha surpresa, Dirceu foi respondendo pausadamente e com muito preparo a todas as questões que lhe eram formuladas.

Aos poucos fui percebendo que as perguntas a ele dirigidas eram frágeis, quase simplórias.

Já tinha lido alguns despachos de Sérgio Moro que me chamaram a atenção por uma certa dificuldade em escrever em bom Português.

Alguém poderá alegar preconceito meu, uma vez que nosso idioma passa constantemente por transformações. Porém, ao contrário do comum dos brasileiros, um juiz não pode escrever mal, sob pena de ser mal interpretado em seus despachos.

Mas voltando às perguntas.

Moro à certa altura pergunta a Dirceu se ele tinha alguma divergência com relação à delação premiada de Fernando Moura que o isentou do esquema da Lava Jato ao que Dirceu responde de imediato que não. Mas é claro que não. Se ele foi isentado, como iria invalidar a delação?

Moro faz até 5 vezes as mesmas perguntas, demonstrando que, ou não se preparou direito para o embate ou realmente não tinha o que perguntar a alguém que ele certamente já sabe que não está envolvido na Lava Jato. É que a vaidade o impede de simplesmente soltar o preso o que seria ruim para sua imagem.

Ele e o promotor do Ministério Público, de voz adolescente trêmula demonstraram não conhecer o Zé Dirceu de antes de 2005, ano que estourou o Mensalão. Não conhecem sua história.

Por não conhecer sua história não conseguem compreender que alguém dê consultorias à empresas sem que elabore planilhas, tabelas, gráficos e relatórios como faria qualquer técnico médio.

Não sabiam que o trabalho de Dirceu era, aproveitando-se de seu relacionamento com políticos importantes e governos de esquerda da América Latina e Cuba, abrir oportunidades para que empresas brasileiras pudessem disputar concorrências lá fora, com consequente entrada de divisas para o país e contratação de mão de obra brasileira.

À certa altura Moro lhe pergunta se não enriqueceu com isso, ao que Zé lhe responde que seu objetivo de vida nunca foi enriquecer. Incompreensível para lacaios do capital.

O promotor foi ainda mais primário. Indagou o por quê de Dirceu ter parado de dar consultorias. Ele responde: ora, porque eu estava preso! O promotor não sabia disso?

Além disso, ao final, indagou sobre a pensão às filhas de Dirceu, coisa totalmente alheia à Lava Jato.

Moro revelou também desconhecer que Dirceu não é ministro nem deputado desde 2005.

À certa altura um dos inquiridores o chama por excelência, ao que Dirceu responde que dispensa o termo uma vez que não é mais deputado.

Dirceu foi humilde do começo ao fim. Nem ao perceber a fragilidade dos que o ouviam, mudou de comportamento.

Mas Moro sentiu que lhe escapava a capacidade de desestabilizar o homem e induzi-lo ao erro. Por isso, fez questão de demonstrar sua autoridade quando Zé Dirceu ao responder a alguém, virou-se de costas. Lembrou então ao depoente que não se vira as costas para um juiz, ao que Zé reagiu com um pedido de desculpas.

Outra pergunta que demonstra cabalmente o despreparo de Moro foi quando ele indagou a Dirceu sobre seu patrimônio em dinheiro. Este lembrou-lhe que seu sigilo bancário havia sido quebrado, o que só demonstrou o volume de dívidas que vem se acumulando mês a mês.

Ao final, quando Moro deu a palavra a Dirceu para as últimas considerações, la crème de la crème: a mídia sempre martelou que as relações entre ele e Lula estavam muito abaladas pelo fato de o ex-presidente nunca tê-lo defendido, certo? Pois Dirceu afirmou a Moro que Lula não tem qualquer envolvimento em esquemas de propinas da Petrobrás.

Quando digo que desconfio que Moro e o promotor desconhecem a história de Dirceu é porque foram surpreendidos. Esperavam entrevistar um homem destruído psicologicamente mas não esperavam que ele tivesse aquela fibra moldada em anos de treinamento de guerrilha, vida clandestina, privações de toda ordem. 

E Dirceu não se utilizou disso para crescer frente a eles. Eles é que se assustaram e se apequenaram diante do mito.

Por tudo isso, a impressão que se tem foi de que Moro prestou um depoimento a Zé Dirceu.

Nesse depoimento, Moro revelou que é um juiz despreparado, não conhece História, não se aprofundou em saber qual trabalho Dirceu desempenhou em suas consultorias e nem tinha perguntas objetivas que o pudessem incriminar.

A impressão que fica é que, devido à juventude e imaturidade, Moro e o promotor do MP estiveram juntos jogando games na véspera do depoimento.

E após o depoimento, Moro deve ser condenado a libertar Zé Dirceu.

Se continuar preso será a prevalência da vaidade de Moro sobre a Justiça.







29 comentários:

  1. O tempo e a situação não são para vaidades e despreparos quase juvenis. Vidas estão nas mãos de tolos vaidosos, que acham-se eternos! Ora , para eternizar-se é necessário viver dentro da ética, da justiça e da liberdade. É NECESSÁRIA A SABEDORIA DA HUMILDADE. Senti vergonha alheia com aquele juiz coordenando um interrogatório tão frágil e descabido. Como comprou a casa da mãe? Rapaz, como qualquer pessoa , hoje em dia com as facilidades de crédito, compra um ou mais imóveis. Com que dinheiro pagou a sua casa em Vinhedo? Parecia estar falando de um castelo e não de uma casa num condomínio da classe média. Numa certa altura o juiz estava tão constrangido que se apequenou. Acho que sentiu vontade de entrar embaixo da mesa. Que vergonha!!

    ResponderExcluir
  2. Como disse Curzio Malaparte em La pele, o aprisionado leva cultura ao seu algoz... Sou menos exigente ao dizer: "passarinho que acompanha morcego, dorme de cabeça pra baixo".

    ResponderExcluir
  3. O Brasil passa por um momento de caça as bruxos, isso em razão da fúria das elites e com medo da revolução do povo que vai colocar Lula novamente no comando do País.

    ResponderExcluir
  4. Esse país carece de um estadista,de negociador,de um líder carece de LULA.

    ResponderExcluir
  5. Me parece que Moro é que surpreendeu os PTistas. Interrogou Dirceu (que PTistas pensam ser um preso diferenciado que seria interrogado de forma agressiva) de forma natural, sem se preocupar com a atitude de mito de um preso lunático, que pensa ser o novo Guevara. Moro não se incomodou com a fantasia de Dirceu que pensa estar na guerrilha dos anos 60 e 70 e deve heroicamente não entregar companheiros de luta. Atitude essa que não contribui em nada para melhorar sua situiação perante ajustiça nem para salvar lula dacadeia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo visto o senhor é um dedo-duro "pela sua própria natureza".

      Excluir
    2. Nós não pensamos que ele é um preso diferenciado. Ele é muito mais do que isso. Do contrário, por que se preocupam tanto em prender este homem que como tu diz seria um lunático? Ah ah ah... Ninguém chuta cachorro morto. E com toda a sua idade, com tudo que o fazem passar, ele está tranquilo, pensamento claro, conciso, e deu uma lição de superioridade neste juizinho mequetrefe pois não se aproveitou da confusão dos dois patetas, pois o Moro até repreendeu o promotor, que fiasco, e Dirceu se limitou a responder e repetir porque os dois burros não entendiam que fazer consultoria é abrir caminhos lá fora, fazer contatos com pessoas, aproximar os empresários de quem lhes interessa. E Dirceu é um homem que por sua capacidade e posição fez muitos amigos desde que morou no exílio. Enquanto isso o deslumbrado do Moro, o colono que fica em êxtase quando a Globo o coloca no palco pra ganhar prêmio, ele sim sofre de delírios, é um lunático e ainda por cima mau caráter porque ele sabe muito bem o que está fazendo, uma vez que está vendido para gente graúda e de fora do país.

      Excluir
    3. Edu Gomes parece ainda mais mal informado que Moro. Sempre achei isso impossível. As respostas acertadas só virão quando a corte da Organização dos Estados Americanos julgar a Lava Jato, como está julgando agora a AP 470. Os ministros mais cultos e menos lacaios das elites estão libertando um a um. Deve ser um vexame da jurisprudência brasileira vê-la seguidamente desfeita por um tribunal regional. E presidido por um brasileiro!

      Excluir
  6. O perigo com gente com a personalidade de Moro, é que ao invés de reconhecer o erro, ele pode querer vingança mesquinha.Não vai aceitar a desmoralização. Afinal, são muitos holofotes.

    ResponderExcluir
  7. É lamentável que um juiz se preste a este papel...

    ResponderExcluir
  8. Só dá vontade de chorar iso sim... É muita humilhação! Gushiken morreu de tristeza e foi inocentado após a morte, presumo que estejam esperando Zé Dirceu morrer para morrer. É muita maldade! Esse cara que interroga alguém com tanta história é um jovem juiz que pelo jeito só conhece o que o pai passou prá ele... Absurdo isso... injusto! Gente precisa ter inferno prá esses caras, pelo amor de Deus! Estão acabando com a vida de Zé Dirceu por nada...

    ResponderExcluir
  9. Ontem à noite assisti ao vídeo do depoimento de Dirceu. Tinha curiosidade de ver este homem falando e fiquei muito surpresa com tudo. Em primeiro lugar, com a firmeza dele, apesar do que vem sofrendo e tendo em vista a sua idade. Também a quase mansidão da sua presença. Ali falava um homem tranquilo, quase amável em muitos momentos. E a sua infinita paciência de repetir ao juiz Moro coisas que já dissera e este aparentemente não tinha processado. Dirceu do seu lado, conciso, muito articulado, uma explanação sem tropeços e o juiz doutor de sua parte, repetitivo, parecendo não captar o que Dirceu dizia ser o seu trabalho de consultoria. O outro interrogador foi ainda pior. Pela voz me pareceu bem jovem, parecia um tanto tenso e até foi repreendido pelo Moro e então o quadro ficou pior, eram como colegiais inexperientes, fracos e despreparados, com seu questionário rígido, repetitivo, cansativo, tentando fazer aquele gênio da política e homem inteligentíssimo dizer algo que o incriminasse. E Dirceu, mesmo sem exatações, foi firme e repetiu que não aceitava a dleação premiada, e ainda disse que não aceitava que tentassem incriminar o PT e defendeu o presidente Lula condenando a campanha de difamação que o atinge. E com a voz tranquila sem mostrar nenhuma animosidade com ninguém, me fez ter a certeza de ali estar um ser humano muito forte, muito conciso do seu objetivo, que não aceita interferências de nenhum sentimento pessoal, uma vez que a causa , o país que ele deseja ver, são a única coisa que o move.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Disse tudo! Juiz despreparado, quase não conseguiu fazer perguntas que vão além do que já está declarado em contratos assinados. Pode até ser recompensado (se conseguir prender o Lula), mas que dó (#sqn)! Um playboy que mal conhece a história de Dirceu, posto ali, escolhido a dedo por golpistas inconformados com as urnas, para enfrentar um réu seguro de si, disposto a falar e com todas as respostas na ponta da língua!!! Fica cada vez mais claro que Dirceu e Lula são os caras mais temidos pela elite, Lula por seu carisma e proximidade com o povo, por sua determinação em mudar o país, e Dirceu por sua história de luta, por seu posicionamento político ao lado do trabalhador, do povo e contra os oligarcas da mídia, do latifundio e dos currais de políticos entreguistas que ainda acham que o Brasil é exportador de riquezas.

      Excluir
  10. Dirceu nunca atuou como guerrilheiro. Foi preso como líder estudantil e libertado graças a um sequestro de diplomata feito pelos guerrilheiros de verdade. Depois recebeu treinamento de guerrilha em Cuba.Porém, ao voltar ao Brasil, se escondeu no interior do Paraná, sob outra identidade, sem nenhuma atuação como guerrilheiro.Só reapareceu depois da anistia.A pose de guerrilheiro, portanto, engana os que não viveram a época ou não conhecem a história recente do Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. todos sabem disso, não percebi que assumiu pose de guerrilheiro, sorry

      Excluir
  11. Em 35 anos atuante como operadora do Direito, jamais vi um juiz tão despreparado ao interrogar alguém-parecia que o juiz não conhecia os autos, fazia perguntas repetidas, gaguejava, enfim, parecia perdido, totalmente perdido.Não entendo o endeusamento da mídia como se Moro fosse um herói-longe disso. É uma vergonha para a magistratura nacional.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, os "heróis" da mídia são todos apresentados assim, com um encapsulamento da mediocridade com talentos inexistentes, como paga à defesa de seus interesses. Com Joaquim Barbosa ocorreu o mesmo. Li um artigo de operadores do direito em que seus pares expunham com riqueza de detalhes a incompetência do ex-ministro do Supremo...

      Excluir
    2. O que menos interessava ao Juiz pau mandado das elites era conhecer os autos.O que ele almejava a todo custo era colher o depoimento de um homem cheio de odio dedo duro do Lula!

      Excluir
  12. sim tive esta impressão, a falta de conhecimento do juiz, quase desconhecendo nossa realidade politica e social. Percebi que o procurador em dado momento, passa a chamar Dirceu de excelência, acho que a visão de que não conhecia a historia de Dirceu ..

    ResponderExcluir
  13. É tanta mediocridade que cerca essas pessoas inexperientes e poderosas que quando se defrontam com um caráter elevado eles perdem o rumo das coisas.

    ResponderExcluir
  14. Entendi. Você defende Dirceu pq ele respondeu de forma simplória, talvez até com um deboche velado (como quando disse que parou de dar consultoria pq estava preso) na tentativa, quem sabe, de desmoralizar o juiz. Estranho, mesmo, um juiz escrevendo errado. Estranho tb sua inquietação ser usada pra defender um mito da revolução. Vc não é jornalista, então não saberia fazer uma matéria imparcial. E o fim da sua descrição foi hilário. A galera da esquerda é a mais divertida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sr. Edno, quer dizer que: "A galera da Esquerda eh mais divertida"? Entao a - galera da direita eh mais seria? Parece que o sr. nao entende o atual momento que se passa ou, se entende bem, faz parte dos que preferem ser juiz-ticeiros do que ser justo. Pronto para com sua tocha, dar sua participacao a qualquer um que lhe dizem culpado, ok! Uma pena e lamentavel.

      Excluir
    2. entendo que a Galera da direita.. engrossa as fileiras das organizações neofascistas
      que pululam no cenário politico.

      Excluir
  15. Esse juizinho mequetrefe já está desmoralizado por si próprio,e a garela da direita é muito estúpida e alienada politicamente,pois acredita no que grande mídia escreve anunciando aos quantos ventos,repetindo diuturnamente o seu ponto de vista para sua massa de manobra,seus seguidores adestrados...

    ResponderExcluir
  16. Entao Sr. Edno, "A galera da direita eh mais seria?". Boa sua analise. Pelo que parece o sr. eh mais um dos que, nao ve justica quando se trata de PT. Parece-me mais um juiz-ticeiro com a tocha na mao esperando o momento exato para dar sua participacao, ok! Se nao entendeu o jogo, tudo bem! Mais se entende exatamente o que esta acontecendo? Soh tenho que lamentar por seu posicionamento.

    ResponderExcluir
  17. Articulação tendenciosa, até aí dentro do esperado dado ao quadro de alienação da esquerda atualmente, hipnotizada por alguns criminosos pseudo revolucionários.

    O desconhecimento de técnicas de interrogatório é escusável à quem não é da área jurídica, mas a ninguém é dado o direito de não conhecer as proibições da lei. Essa "consultoria" se trata de atividade de "lobby" o que é proibido no Brasil.

    ResponderExcluir
  18. Um juiz fraco, sem conhecimento, acusador, pergunta simplorias. Dirceu altivo, como sempre. Ele não está acabado,lembremos, que a beleza jovem é um detalhe da natureza e velhice é uma obra de arte.Nem parece que foi condenado, ele diz de maneira clara que está recorrendo na corte internacional e o auge de seu depoimento quando afirmou que foi condenado pela teoria do domínio do fato sem provas.SÓ FICO INDIGNADO PORQUE ESSE JUIZ GANHA R$70.000,00 POR MÊS.DINHEIRO PÚBLICO, PARA FAZER ESTE PAPEL.

    ResponderExcluir
  19. "A resposta é a mesma, a pergunta é a mesma, nnn..., então vou passar" - eles mesmos chegam a conclusão que é sofrível a argumentação que usam.

    ResponderExcluir