quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Como um bandido colocou a nação de joelhos.

Por Fernando Castilho




''Eu derrubo ela, você toma conta e me livra, ok?''



Embora não seja uma surpresa assim tão grande, dado o caráter desse escroque, o blogueiro escreve agora muito mais com o coração do que com a razão, tamanha é a sensação de impotência diante de uma verdadeira ação de pirataria vinda justamente de quem deveria, como representantes legitimamente eleitos pelo povo, defender as causas do país.


Um bandido colocou a nação de joelhos

A nação acaba de ser pega de surpresa pelo processo de impeachment iniciado pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha.

Embora não seja uma surpresa assim tão grande, dado o caráter desse escroque, o blogueiro escreve agora muito mais com o coração do que com a razão, tamanha é a sensação de impotência diante de uma verdadeira ação de pirataria vinda justamente de quem deveria, como representantes legitimamente eleitos pelo povo, defender as causas do país.

O deputado tentara chantagear os deputados do PT, prometendo que se eles desistissem de votar pela sua cassação, arquivaria o pedido.

Como não logrou êxito, decidiu abrir o processo. Depois deu entrevista afirmando não estar feliz com isso e que a decisão não teve motivação política, mas técnica.

Tremenda cara de pau de quem ousa hoje comandar a nação e levá-la a se curvar novamente aos interesses de quem até outro dia fazia dela o que bem queria.

Aécio Neves falando à imprensa entregou o ouro afirmando que ...''a responsabilidade pelo início do processo de impeachment está longe de ser da oposição. É desse governo, por seus equívocos e por suas irresponsabilidades". E, em fala tão semelhante à de Cunha quando diz que o processo não o deixa feliz, demonstra o quanto os dois estão afinados em caráter e objetivos.

Perceberam? Aécio é a favor do impeachment não por ilícitos cometidos pela presidente, mas sim por equívocos que todo governo comete, mormente nestes dias em que a oposição comandada por ele não permite a tranquilidade necessária para que se vença a crise que acomete o país.

O mineiro menino do Rio ainda não criou juízo. Ao apoiar Cunha, joga seu partido nos braços do bandido, entra para o bando e destrói qualquer credibilidade quanto a seu futuro político. Sua irresponsabilidade e inconsequência levarão o país à uma convulsão social que agravará ainda mais a crise.

O Supremo Tribunal Federal também tem sua responsabilidade e culpa nesse imbróglio. Seria sua obrigação de ofício prender Cunha que já tem culpa provada já há mais de um mês. Com Delcídio do Amaral o STF se moveu a jato pois ele citara nomes de ministros envolvidos na expedição de um habeas corpus que permitiria a soltura de Nestor Cerveró e sua consequente fuga do país.

O STF não prendeu Cunha e por isso ele conseguiu abrir o processo contra Dilma.

Senhoras e senhores, a nação está sendo comandada por uma famiglia nos moldes de uma máfia. Todos eles com processos na justiça.

São escroques, bandidos, batedores de carteira da nação que se arvoram patriotas querendo derrubar uma presidente que pode ter cometido equívocos mas não ilícitos.

Como a própria Dilma afirmou em rede nacional, ela não possui contas na Suíça.

Onde está, senhores e senhoras, a moral desses bandidos que de dia se apresentam como paladinos da justiça e de noite assumem sua verdadeira face em negociatas secretas realizadas em hotéis?

Não tenho dúvidas de que perderão. Serão derrotados pois precisam de dois terços dos votos dos parlamentares, 342 votos dos 513 deputados da Câmara.

Não passarão.

Mas antes que sua derrota aconteça precisamos mobilizar a sociedade, os movimentos sociais e todas as pessoas ainda aturdidas e muito indignadas para irem às ruas e exigirem o arquivamento desse processo espúrio.

Lembremo-nos do exemplo dos estudantes secundaristas de São Paulo. Para resistir ao fechamento de escolas e ao projeto de reorganização, alguns deles ocuparam o primeiro estabelecimento. Em seguida outros foram seguindo o exemplo e hoje já são algumas centenas de escolas ocupadas.

Os escroques mexeram com o formigueiro e este haverá de devorá-los vivos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário